Foto: Léo Soares / TV Vitoriosa

Por: Elias Marques

A Polícia Civil (PC) de Araguari (MG) prendeu nessa sexta-feira, 21, dois suspeitos pela prática de estelionato e supressão irregular de documentos públicos. Segundo a polícia, aproximadamente 30 pessoas foram vítimas dos despachantes. Aislan Rodrigues de Oliveira, 29, e Paulo Vitor Santos, 30, não tinham passagens policiais e agiam separadamente aplicando golpes.

Na delegacia, os suspeitos alegaram falta de verbas para pagar débitos, desaparecendo com o dinheiro e documentos dos clientes. O prejuízo é estimado em R$ 60 mil. As investigações começaram há mais de um ano.

A delegada regional Mary Simone Reis alertou que o credenciamento dos despachantes não é de responsabilidade da PC e sim do sindicato da categoria. A dupla será indiciada e pode pegar até onze anos de prisão por vítima.